Não Sei

Da tua boca escorria mel,
doces palavras
com sabor a fel.
Já os quatro ventos me tinham avisado. Mas eu fui atrás do teu enleio,
deixei-me levar pelo teu canto de sereia, sedutor e agradável.
Na pedra sepulcral,
estava o meu nome,
escrito em negras letras,
de desilusão.
Deixei-me levar.
Talvez pelo Sol,
talvez pela Lua,
talvez pelos teus olhos.
Sinto falta do teu abraço,
da tua pele macia.
Os teus beijos, ainda estão na minha boca.
As minhas mãos, ainda estão nos teus seios.
Sinto falta do teu corpo,
mas, não sei se sinto falta de ti.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s