Ela

Ela chegou,
vestida de nuvens,
e cinza.
A seus pés,
dragões debatiam-se,
ferozmente.
Ela aproximou-se de mim e, sorriu.
Seu indicador penetrou a minha fronte. O meu cérebro derreteu,
até se transformar em ouro,
puro, da cor do sol.
Comecei a vomitar pérolas,
e pedras preciosas.
O meu pensamento voou,
fundiu-se com o ar,
com o Mundo.
Todas as gotas de chuva eram minhas, para sentir.
A sua mão,
docemente,
acariciou-me a face,
num gesto maternal.
E ali, fui pai e mãe, de mim mesmo.
Então abri os olhos.
Estava terminado.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s